Warning: Undefined array key "habilitar_anuncio_no_header_fixo_2" in /home/sites/19b/e/ede78fc48b/public_html/wp-content/plugins/ads_ninja/includes/ads.php on line 130

Lavoura de Tomate: Manejo de Pragas

Introdução

A lavoura de tomate é uma atividade agrícola de grande importância econômica e nutricional, sendo amplamente cultivada em diferentes regiões do Brasil. No entanto, para obter uma produção de qualidade e em quantidade satisfatória, é fundamental adotar um manejo adequado das pragas que podem afetar a cultura. Neste glossário, iremos abordar de forma detalhada as principais pragas que atacam o tomateiro, bem como as técnicas e estratégias de controle mais eficientes.

Principais pragas do tomateiro

1. Mosca-branca (Bemisia tabaci)
A mosca-branca é uma das pragas mais comuns e de maior impacto na cultura do tomate. Esses insetos se alimentam da seiva das plantas, causando danos diretos e indiretos. Além disso, são vetores de vírus que podem comprometer a produção. O controle dessa praga pode ser feito por meio de inseticidas específicos e também pela utilização de armadilhas adesivas.

2. Pulgões (Aphididae)
Os pulgões são pequenos insetos sugadores que se alimentam da seiva das plantas. Eles se reproduzem rapidamente e podem causar danos significativos ao tomateiro, além de transmitirem doenças. O controle pode ser realizado com a aplicação de inseticidas seletivos e também pela introdução de inimigos naturais, como joaninhas e crisopídeos.

3. Tripes (Thysanoptera)
As tripes são pragas de difícil controle, pois são muito pequenas e se escondem nas partes mais internas das plantas. Elas se alimentam perfurando as células das folhas e frutos, causando danos estéticos e também transmitindo vírus. O controle pode ser feito com a aplicação de inseticidas específicos e também pela utilização de armadilhas adesivas.

4. Lagartas (Lepidoptera)


As lagartas são pragas que atacam diversas culturas, incluindo o tomateiro. Elas se alimentam das folhas, frutos e brotos, causando danos diretos e indiretos. O controle pode ser realizado por meio da aplicação de inseticidas específicos e também pela utilização de armadilhas com feromônios para captura dos adultos.

5. Ácaros (Tetranychidae)
Os ácaros são pragas que se alimentam da seiva das plantas, causando danos diretos e indiretos. Eles são mais comuns em períodos de seca e calor intenso. O controle pode ser feito com a aplicação de acaricidas específicos e também pela utilização de inimigos naturais, como ácaros predadores.

Técnicas de controle de pragas

1. Manejo integrado de pragas (MIP)
O manejo integrado de pragas é uma abordagem que visa utilizar diferentes estratégias de controle, de forma integrada e sustentável. Isso inclui o monitoramento constante das pragas, o uso de cultivares resistentes, a rotação de culturas, o controle biológico, entre outras técnicas. O MIP é uma alternativa eficiente e econômica para o controle das pragas do tomateiro.

2. Uso de armadilhas
As armadilhas são dispositivos utilizados para capturar e monitorar as pragas. Elas podem ser adesivas, com feromônios ou até mesmo armadilhas luminosas. As armadilhas são úteis para identificar a presença e a intensidade das pragas, auxiliando no momento correto de aplicação dos inseticidas.

3. Controle biológico


O controle biológico consiste na utilização de organismos vivos para controlar as pragas. Esses organismos podem ser predadores, parasitoides ou patógenos específicos das pragas. O controle biológico é uma alternativa sustentável e eficiente, reduzindo a dependência de inseticidas químicos.

4. Uso de inseticidas seletivos
Os inseticidas seletivos são produtos químicos que possuem menor impacto sobre os inimigos naturais e o meio ambiente. Eles são específicos para determinadas pragas, reduzindo os riscos de contaminação e os efeitos negativos sobre a biodiversidade. O uso de inseticidas seletivos deve ser feito de forma criteriosa, seguindo as recomendações técnicas.

Considerações finais

O manejo adequado das pragas é fundamental para garantir uma produção de tomate de qualidade e em quantidade satisfatória. O uso de técnicas de controle integrado, aliado ao conhecimento sobre as principais pragas e suas características, permite ao agricultor adotar estratégias eficientes e sustentáveis. É importante ressaltar a importância do monitoramento constante das pragas, a fim de identificar o momento correto de intervenção e evitar prejuízos econômicos. Com um manejo adequado, é possível obter uma lavoura de tomate saudável e produtiva, contribuindo para a segurança alimentar e o desenvolvimento sustentável.

Botão Voltar ao topo

Warning: Undefined array key "habilitar_anuncio_no_footer_fixo_3" in /home/sites/19b/e/ede78fc48b/public_html/wp-content/plugins/ads_ninja/includes/ads.php on line 148

Warning: Undefined array key "habilitar_anuncio_no_popup_4" in /home/sites/19b/e/ede78fc48b/public_html/wp-content/plugins/ads_ninja/includes/ads.php on line 166